Arquivo do mês: junho 2013

Os Crimes Eletrônicos e A Perícia Criminal em Forense Computacional

fernando de pinho barreira 4

 

De acordo com o Perito criminal Fernando De Pinho Barreira, a internet e os outros meios de comunicação contemporâneos, apresentam tanta segurança quanto as formas de interação e comércio convencionais.

Isto porque não existem dois mundos – um mundo virtual e outro real – e sim um
mesmo mundo real virtualizado. Ou seja, as interações nos meios eletrônicos refletem as mesmas relações jurídicas já existentes, de modo que a maioria dos ilícitos igualmente podem ser praticados com o uso da Internet.

Os ilícitos mais comuns nesse meio são os crimes contra a honra – calúnia, injúria e difamação –
alguns crimes patrimoniais, como o furto mediante fraude (fraude Internet Banking), estelionatos;
crimes de ódio – preconceitos contra etnias, credos, naturalidades, preferências sexuais, políticas, etc. – e
de pornografia infantil.

Importante é destacar que todas essas formas de crimes não ficam impunes, uma vez que é possível rastrear os criminosos e formar provas eletrônicas suficientes – e até com mais facilidade – que as produzidas contra os crimes convencionais.

A perícia forense computacional é a ciência que se dedica a formar e analisar essas provas. Através de métodos, ferramentas e técnicas forenses, os peritos conseguem analisar as envidências e descobrir mesmo os criminosos mais dissimulados, gerando subsídios para a resposta penal às vítimas, ou seja: a condenação desses criminosos.

Com a disseminação dos meios de prevenção que podem ser utilizados pelo Internauta e o aumento do conhecimento informático, bem como o constante empenho das forças de segurança, essa criminalidade tende a baixar a patamares pouco significativos, se comparados aos crimes praticados de modo convencional.

Anúncios